Este escritório é uma Casa da Praia, diz quem lá trabalha

Living offices | WyGroup (Lisboa) © André Henriques www.ahphoto.pt fb: @ahphoto.portugal ig: @ahphoto_re

Um escritório em frente à praia, na Avenida Marginal, em Santo Amaro de Oeiras. Por isso mesmo, quem lá trabalha nem o chama escritório, mas sim Casa da Praia. Dividido em três áreas de open-space principais, o espaço da WYgroup foi criado “em resposta às partilhas feitas por todos os que nele trabalham”, descreve o projecto Living Offices. “Os colaboradores foram envolvidos no processo, partilhando o que gostariam de ver no novo escritório.”

Nasceu assim um amplo espaço de recepção, “que se transforma em anfiteatro quando é necessário” — como para fazer um ou dois sunsets e apresentações —, uma zona com várias salas de reunião e outra com “muitas mesas corridas para a prática de hot-desking“. A inspiração da praia está em toda a parte: começa quando se olha pela janela, dando de frente com ela, e passa pelas decorações em macramé, motivos marítimos, uma instalação que faz lembrar o mar. 

Há ainda “uma área que percorre a fachada envidraçada do edifício, com sofás confortáveis e mesas, balcões ou uma prancha de surf que faz de baloiço”.

Este é um espaço de lazer, mas onde também é possível trabalhar — ainda que quem lá está possa nem sentir que o está a fazer. Este é o terceiro episódio da quinta temporada da série Living Offices, que o P3 tem acompanhado desde 2017. Um projecto criado pela Lemon Works para “mostrar e celebrar escritórios portugueses que fazem a diferença na vida das pessoas”. A startup portuense foi fundada em 2016 pelo engenheiro informático Luís Alberto Simões e pela arquitecta Sofia Reis para ajudar as empresas a encontrar e a criar sítios “bons” para trabalhar. Sabe mais sobre este escritório no site do projecto.

0
    0
    Your Cart
    Your cart is emptyReturn to Shop